Peter [Pan], eu e você

peter pan colorido

Ao relembrar um conto tão inocente e infantil, não tem como não lembrar da nossa própria infância e dos nossos desejos eternos de nunca crescer.

Por mais imprudente e inconsequente que seja,

Por mais absurdo e impensado que pareça,

Acredito que todos devemos manter vivo o desejo de nunca crescer

 

E olha que não sou a primeira a dizer:

“alcançará o reino dos céus aquele que nunca crescer:

aquele que com uma criança se parecer”

A simplicidade e o encanto da criança é o que nos move

O espírito destemido e temível da criança é o que nos faz sonhar

 

Sonhar que a Terra do Nunca pode realmente acontecer

Aquela Terra que nos faz lutar com vigor infantil

Aquela Terra que nos faz acreditar que o tempo não passa,

Ou que pelo menos ele não deveria passar tão depressa

Aquela Terra que nos faz acreditar na bondade e na pureza das pessoas

Aquela Terra que nos faz acreditar que é possível amar as pessoas

Ela nos faz acreditar que é possível resgatar o amor nas pessoas e nelas semear

Ela nos faz acreditar que o amor pode e vai se multiplicar

Ela nos faz acreditar que é possível florescer as pessoas

Ela nos faz acreditar nas pessoas

Ela nos faz pessoas

 

Nessa Terra sim, podemos amar como iguais

Lá é o lugar em que podemos amar sem reservas

É um lugar onde o amor nos aproxima como iguais:

como humanos, ou melhor, como crianças

Onde o amor nos tira o chão, porque nos faz voar

E lá não sentimos vergonha de nos declarar

 

Lá não sentimos receio de ajudar os meninos perdidos

Lá não sentimos vergonha de declarar que também somos meninos perdidos,

Perdidos de nossa essência e no caminho para recuperá-la

Lá não nos ressentimos de dizer que viver pode e deve se parecer muito com o brincar

Porque a vida pode e deve ter muito a ver com o dançar

Viver deve ter a ver com o vibrar, com o pular, com o extasiar!

Deve ter a ver com a diversão e com a emoção

Até mesmo com a razão

 

Lá nesse lugar não é proibido imaginar

Não é proibido criar e recriar

Não é proibido voar e alcançar

Não é proibido tentar e recomeçar

Não é proibido falar e perdoar

 

Lá é onde podemos criar uma refeição na imaginação

E na imaginação vamos nos fartar

Vamos rir de cansar

 

Lá vamos fazer o sonho virar ação

Lá vamos fazer o sonho virar realização

 

Lá, sim, será um lugar de alegria sem-fim

Será um lugar de eternas risadas

 

Um lugar de onde saímos quando crescemos

E para onde nosso eterno instinto quer nos fazer voltar

 

Sim, ele nos faz voltar: em cada criança que trazemos à luz da vida

E nelas nos permitimos voltar a sonhar… permitirmos voltar a nos encantar!

E somos novamente a Wendy:

Então deixamos que Peter nos tome pela mão e devolvemos as asas que alguém crescido havia tirado da nossa doce e querida Imaginação!

 

[Esse post foi inspirado na história do Peter e da Wendy que vos fala e que deseja manter a doce  Imaginação voando sempre que as letras flutuantes a conduzirem…]

Anúncios

Mãe e filha: um pouco de Deus

Imagem

Todos queremos ter um pouco de Deus aqui dentro, e temos. Todos queremos ser um pouco como Deus, e somos [feitos à sua imagem e semelhança]. Se você ainda não é pai ou não é mãe, ainda não teve a oportunidade de se sentir um pouco como Deus:

Conceber uma criança e esperá-la nascer: a expectativa do dia do nascimento, da sofrida hora do parto… Aquele medo de não saber como funciona… de não saber como amamentar, não saber como dar banho e nem como acalmar na hora do choro, na hora da cólica. Não saber se o choro é de manha, se é de fome, se é de dor ou se é de birra.

Depois dessa fase de fraldas e mamadeiras, papinhas e suquinhos, vem a fase do desfralde, da troca de roupas, ida para a escola… Enfim, cada fase com a sua lição, mas quem disse que a lição está escrita? Alguém aí tem um manual pra emprestar?

Não sabemos como fazer para ensinar a hora de levantar e a hora de escovar os dentes, a hora de ensinar a deixar a mamadeira, a chupeta, o dedo, e a hora de deixá-lo se vestir sozinho. Essas são as horas mais difíceis e são as lições mais difíceis: saber quando e como mostrar pra criança que ela já pode caminhar ao invés de engatinhar, que ela já pode comer comida sólida ao invés de comer papinha, que ela já pode tomar suco no copo e não na mamadeira.

E quem vai te ensinar isso? Como ensinar aos pequenos? E como perceber que nós estamos na hora exata para isso? Bem, na verdade, talvez não haja ‘hora exata’, mas sim um momento oportuno e, quando você descobre que no momento, o momento já não mais… já passou… e já é hora de aprender a fazer diferente, colocar a roupa primeiro, depois a meia, colocar a blusa primeiro e depois prender o cabelo.

Sim, aprender que para tudo que se faz há uma ordem desejável. Não necessariamente uma ordem absoluta, mas uma que confira agilidade ao processo e aos seus atores. Uma ordem que transmita a previsibilidade necessária para dar segurança aos participantes desse processo. Enfim, uma ordem que se prove aliada dos atores, até que não se prove mais e se reconfigure.

A vida faz isso constantemente conosco: muda a nós mesmos e muda a regra do jogo, talvez pra gente nunca se sentir plenamente seguro. Mesmo porque a segurança é uma coisa traiçoeira… tem que usar na dose certa… parece até nitroglicerina, se mexer sem a devida cautela, ela explode: buum!!

E o que isso tudo tem a ver com um pouco de Deus?

Tem muito a ver: Ele nos criou e ainda se aplica na missão de lidar conosco, de se relacionar e nos ensinar a amar com paciência, nos mostrando pela experiência como lidar com Ele e com essa vida preciosa e cheia de surpresas que ele reservou para nós.

Ele sabe como somos e sabe do que somos feitos: somos feitos dele mesmo e de um pouco de barro pra não deixarmos a autoconfiança nos explodir. Somos assim: aprendemos uma lição e, quando olhamos ao redor, tudo já mudou.

É como aprender a dar os passos de uma valsa que não conhecemos, cujo compasso muda a cada volta no salão. Ou ainda, como jogar tênis contra um adversário tão invisível e imprevisível quanto o vento, que não sabemos de onde vem ou pra onde vai…

Ser um pouco de Deus é saber se reinventar, se reconfigurar. É saber quando deixar cair e quando dar a mão, é saber quando abraçar e quando deixar chorar, quando levantar a voz e quando chamar para conversar. Ser como Deus é admitir que errou, sim, que se arrependeu, e que aprendeu. Ser um pouco de Deus é saber se equilibrar entre o déspota e o justo, entre o autoritário e o liberal, entre o humano e o divino, entre o sangue e a ressureição.

É, e foi Ele mesmo quem nos criou e nos deu a liberdade para escolhermos… para escolhermos aonde iremos e aonde não iremos. Com quem andaremos e com quem não andaremos. A quem seguiremos e a quem não seguiremos.

Parece se tratar do livre-arbítrio, aquele poder para decidir segundo o nosso próprio julgamento. E Ele confia no nosso discernimento. Nós também, nós confiamos na semente que plantamos em nossos filhos. Mesmo chorando, mesmo temendo, mesmo com o coração na mão e com toda vontade de segurar o filho no colo, dar um beijo e falar que vai passar… tem que passar, porque passar faz parte do amadurecer.

Amadurecer é isso, é olhar praquele grande problema e ver que o problema não mudou, mas nós mudamos e nos tornamos capazes de lidar com ele. Amadurecer é isso, nos tornamos capazes de lidar com a vida.

Essa é a missão de Deus. Essa é a nossa divina missão de pais: formar pessoas capazes de lidar com a vida e torná-la tão aprazível para nós quanto para os que nos cercam, fazendo desse um vicioso círculo virtuoso.

É, parece que ser mãe e ser pai é ser um pouco de Deus.

E hoje fazem exatos 5 anos que eu vivo essa missão. Alice, minha filhotinha, obrigada por me ensinar e me surpreender com a sua doce e revigorante jovialidade e inocência pura e desafiante!

 

(Texto que ajudou a construir esse pedaço: Is.53:11 – Daquela terrível angústia da alma, ele verá que valeu a pena e ficará feliz por tudo o que fez.)

AMAdurecer

Amadurecer_xx

Amadurecer é um processo que dói
Mesmo quando a gente não quer que doa, dói
Mesmo que a gente saiba que é necessário e que produz um bem maior, dói
Dói ter os seus planos frustrados e a sua vontade contrariada
Dói saber que a sua opção nem sempre é a melhor… e normalmente não é
Dói fisicamente e, pior do que isso, dói emocionalmente, mentalmente
Dói não saber o que fazer e nem como agir ou reagir
Dói ficar sem rumo…
Dói, na verdade, se sentir sem rumo…
Essa sensação de desamparo, de desorientação, de desapego…
Ver o mundo em tons de cinza… e parecer que nunca mais vai tornar a ver o colorido da vida
Dói não ter forças para crer, por isso, meu Deus, Deus!! Me ajude a crer!!
Crer que a dor vai passar e que as cores vão tornar a brilhar
Crer que as dores são para me forjar
Uma mulher melhor e mais forte,
Pronta para a próxima onda, para a próxima tempestade,
Para a próxima felicidade e para a próxima calamidade
Assim seguimos entre as ondas de dores e de alívios,
Entre repentes e revezes,
Entre champanhes e lágrimas,
Vamos descobrindo quem somos, o que somos e para que o somos
Assim decidimos para onde vamos,
Qual seria a próxima milha, a próxima légua, os próximos metros,
Qual será o próximo passo nesse compasso
No tempo e no espaço.
Até o próximo laço do que faço, do que passo, do que asso…
Do que amasso, do que refaço…

 

[Esse post foi originalmente publicado antes desse blog sair do sonho, na minha timeline:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=373609679427262&set=a.175027992618766.37172.100003347008476&type=1]

E agora a música: http://letras.mus.br/nenhum-de-nos/28027/

 

[¡] Voa, passarinho [¡]

Screenshot_2014-06-08-18-29-18-1

Somos livres! Sim, somos livres!

E esse presente nos foi dado pelo Autor d[n]a criação.
E como nos faz bem essa Liberdade.
E como essa liberdade nos faz Bem!

Já pensou se todas as estrelas fossem iguais?
Se todas tivessem o mesmo brilho?
Se todas estivessem na mesma distância em relação à Terra?
Que coisa mais sem-graça seria ver o céu à noite…

E o que falar do perfume das flores?
O que falar da variedade de cores?
Já percebeu a infinidade de matizes que surgem a cada hora do dia?
[Às vezes parecem formar uma melodia]
Já olhou para o céu no entardecer e no amanhecer?
[É incrível quando paramos pra perceber]
Que aquarela linda vemos pintada nessa tela a cada minuto que se passa…
[tic-tac-tic-tac]

Que bela combinação vemos na simples junção das diferenças!
Que lindas são as diferenças que formamos com as infinitas combinações!
Graças ao Criador por essa beleza!
Gracas ao Criador por esse caleidoscópica natureza!

Sim, passarinho, voa!

Voa pra expressar a beleza exuberante do seu voo.
Voa pra exibir as suas cores inconfundíveis.

Voa pra explorar o desconhecido.
Voa pra fazer o que você faz de mais belo: encantar o mundo com suas acrobacias improváveis e despertar o mundo para os olhares questionáveis.

E pode acontecer de alguém afirmar que a sua rota se destina visivelmente à colisão.
E que você está entrando em contradição.

Mas não tenha medo da rejeição.
Tenha medo da dissimulação.

Tenha medo de viver algo lindo e superficial ao invés de algo real.
Não tenha medo se às vezes a rima não funcionar, porque nem sempre a vida consegue colaborar…
E às vezes o fio se enrola,
E às vezes a lágrima rola…

Saiba que o Criador deixa sinais aqui e ali.
E principalmente os deixa aí.
E se aí dentro tem algo pedindo pra voar mais alto,
E se aí dentro tem algo dizendo que você pode ir no alto mar e mergulhar,
[Onde já se viu, passarinho ir lá no fundo e nadar?]

Mesmo depois de tudo questionar,
Mesmo depois de duvidar,
Vai chegar a hora de tentar,
Vai chegar a hora de arriscar.

Voa, passarinho!
Voa, passarinho.
Voa, passarinho…

Mas não se esqueça do caminho
Mas não se esqueça do carinho
E não queira ficar sozinho

Não se esqueça da solidão
Não se esqueça de que há Uma mão

E pra você ainda será maior a responsabilidade,
Pela sua sensibilidade

Lembre-se de que tem gente que vive no chão
[nem todos querem asas, pois preferem ter casas]
Lembre-se de que tem gente que precisa de atenção
[nem todos se concentram, nem todos tentam, nem todos aguentam]
Lembre-se de que tem gente que precisa usar o Coração
E, principalmente,
Lembre-se que todos precisam equilibrá-Lo com a Razão.

[ ❤ ]_/\_[ ¿|? ]

Voa, passarinho
Voa…
Pelo menos Deus, Ele compreende.
Sabe que tem gente que entende.
Tem gente que surpreende.
[                   ]

Vamos em frente!

[Música que inspirou essa ciranda-MIranda de palavras: Agora é à “vera” – Perdão da Cruz]

Eu [MI] <3

Eu MI <3

[¿] VOcê é o que voCÊ [?]

Você é o que você Ama.
Você amA o que você é?

Você é O que você faz.
Você faz o QUE você ama?

Você ama o que você FAZ?

Você é o que você conSOME.
Você é o que o TEMpo não consoME.

Você é o que você exPerIMENTA.
Você é o que você TENTA.

Você é o que você fALA.

Você é o que você CALA.

Você é o que você dança.
Você é o que te baLANÇA.

Você é o que PULsa.
Você é o que te dá impulSO.

Você é o que você planeja.
Você é o que você deSEJA.

Você é o que você REALiza.
Você é o que você concretiza.

Você é o que te deixa frustrado.
Você é o que te deixa parALISAdo.

Você é o que te desAFIA.

Você é o que te DESfia.
Você é o que te dá ousADIA.

Você é o que você deSIStiu.
Você é o que você nunca viu.

Você é quem te tOCOu.
Você é quem você enCANTOU.

Você é o que Te destrói.
Você é o que tE constrói.

Você é O Que constrói.

Você é o que te faz SOfrer.
Você é o que te faz DOer.

Você é o que te faz viVER.
Você é o que te faz morrer…

E o que te faz REviver.

[ ]

E o que te faz ¿reVIVEr?

Qual o sentido de viver o que não SE ama?

Qual o sentido de viver o que não se apaiXOna, o que não TE apaixona?

Apaixone-se pelo dia, pelo raio de SOL que te toca suave no rosto e dá cores novas ao seu sorriso, dá energias novas ao seu ânimo e dá novo vigor aos seus osSOS!

Apaixone-se pela noite, pela pequena estrela brilhante, pelo brilho redondo da LUA cheia, pelo amarelo melancólico da lua minguante, pelo sorriso semicircular da lua nova, pelo reLUZir auspicioso da lua CRESCEnte.

Apaixone-se pela brisa LEVE que acaricia os seus cabelos, que arrepia os seus pelos.

Apaixone-se pela vida:

Por tudo aquilo que só a sua MÃE pode fazer por Você, como o cuscuz delicioso que só a minha faz, além de todas as manias que só ela tem [e você certamente se pega rindo quando se vê fazendo igualzinho], pelas broncas que só ela te dá e pelas manhas que só ela te faz…

Por tudo aquilo que só o seu PAI faz e sempre fez por Você, como o meu que sempre me deu todo o incentivo e acreditou em mim em todas as fases da minha vida, desde o andar de bicicleta até o completar o primeiro período da faculdade. Pelas coisas que ele realizou e ainda realiza através de você…

Por tudo que só seus IRMÃOs fazem por Você [e só você faz por eles] e mesmo que você se lembre de algumas coisas chatas [e essas só os irmãos entendem rs], até dessas coisas você sente falta quando se pega sozinho relembrando as histórias do quarto que vocês dividiam…

Por Pessoas, amigos que vivem JUNTOS, amigos muito chegados e pouco chegados, conhecidos DESconhecidos e FAMILIAres [e que lista extensa a minha…], todos aqueles que de alguma forma te ajudaram e ainda ajudam a SER quem Você quer ser [e até quem você NÃO quer ser].

Apaixone-se pelo pôr do sol,
Apaixone-se pelo nascer do sol.

Apaixone-se pela variação infinita de cores de cada hora do dia,

Apaixone-se pelo beijo suave que o Astro-Rei dá na Terra ao tocar-lhe o telhado de nuvens.
Apaixone-se pelo singelo espetáculo que a natureza reserva diariamente para aqueles que se importam com a sua agenda…

Apaixone-se pelo silêncio matinal…
Ou pela agitação noturna.

Apaixone-se pelo sorriso divinal de uma criança.

Apaixone-se pela vista da sua janela,
Ainda que não seja assim tão bela.

ApaIxone-se.
ApaiXOne-se!
Apaixone-SE

Apaixone-se por você: por aquilo que você é e sempre sonhou ser!

(Ou, se ainda não é, apaixone-se pela IDEia de tentar ser!)
E tente ser!
Apaixone-se pela ideIA de SER uma pessoa apaixonante, que cativa e toca as pessoas pela intensidade de sua determinação em fazer o que se tem que fazer, mas não por oBRIGAação e sim por prazer!

Apaixone-se pelo que você VÊ no reflexo do Seu Espelho.
Apaixone-se pela IDEia de desfrutar do prazer de sua própria companhia.

AME-se,
Sinta-se,
Desfrute-SE!

Depois disso, todas as demais companhias serão consequência

De uma VIDA que SE vale a pena viVER
E não apenas
SOBRE-
viver

 

aQUI a música que me inspirou a MI ver asSIM: http://letras.mus.br/jason-mraz/love-someone/traducao.html